terça-feira, 13 de outubro de 2009

Filosofias baratas




Há muitos anos tenho vontade de escrever livros. Comecei escrevendo historinhas infantis em versos (fiz uma coleção inteira), depois comecei a escrever artigos pra sites e revistas pouco conhecidas. Meu forte sempre foi escrever cartas e homenagens, narrar passagens da vida das pessoas, alguns textos que sempre faziam chorar.



Dentre tantas cartas, a pessoa que mais escrevi foi para o meu pai. E foi pra ele também que sempre quis impor minhas idéias, defender meus princípios e brigar por meus ideais. Talvez porque, na íntegra, sempre fomos muito iguais, mas acreditamos sempre em valores diferentes. E eu queria me fazer ouvir, mas não era muito boa com as palavras. Ou melhor, acho que até tenho um bom relacionamento com elas, mas escritas, nunca faladas. Faladas sempre me causaram um enorme desconforto e nem sempre eu era tão verdadeira como sou com as palavras escritas.


E todas as vezes que eu falava ou escrevia, meu pai dizia: “Não me venha você com sua filosofia barata!” E com o tempo eu fui descobrindo como a filosofia, cara ou barata, faz parte de nossas vidas diárias. Como é importante um ser humano pensante. Comecei a fazer cursos a respeito, muitas vezes também voltados para crianças e, desta maneira, como quem senta na arquibancada da vida, venho borbulhando de vontade de escrever.


Quando resolvi escrever, cheguei a lógica conclusão que era necessário começar a rascunhar. As palavras, além de sair da mente e do coração, precisavam tomar forma, cor, brilho e serem registradas em papel. Por onde ia, carregava um caderno ou um bloquinho, nos quais eu pudesse anotar tudo que viesse na cabeça, fossem versos, prosas, contos, sátiras...

Foi aí que escolhi o blog, porque além de escrever, poderia compartilhar com amigos que poderiam opnar sobre meus textos. Além do mais, sou de uma geração computadorizada. Bendita hora que inventaram o computador! E o laptop então! A letra fica sempre bonitinha, os textos ficam organizados, podemos carrega-lo pra onde quisermos, tem memória de elefante, não gasta papel (pelo menos não antes de imprimir), de fácil correção e sem rasuras, programas que corrigem ortografia...


A grande verdade é que ainda quero escrever um livro. Acho que o blog é um bom começo pra iniciar todo o processo. E vocês não podem imaginar o imenso prazer que sento quando me vi dando um passo adiante na realização de um sonho. Eu não sei muito bem o que será o meu livro. Não sei que estilo será, como faço pra lançar, detalhes que o tempo se encarrega de resolver. Pra isso, conto com a ajuda e participação de amigos.


Já fico pensando no título. Imaginei algo que, a partir dele, eu pudesse desmembrar. Filosofia barata. O título perfeito para eu poder escrever tudo, de qualquer maneira, de acordo com o que penso, sem certo ou errado, sem forma definida, apenas a minha forma, o meu estilo. Quase um diário, porém com os dias contados de várias pessoas e num mesmo tema, dentro de um mesmo capítulo.


Não estou aqui pra impor ou convencer de nada, apenas tentar, com minhas palavras, mostrar que a vida pode ser muito melhor que imaginamos, mais leve, mais divertida e que tudo depende das nossas escolhas, da forma que vemos a vida, dos valores que estão entranhados em nós, seja por hereditariedade ou por acontecimentos vividos.


Acredito que, com uma leitura fácil, eu consiga alcançar alguns corações e plantar algumas sementes do bem. Se eu conseguir que você seja ou que faça alguém mais feliz, meu objetivo foi alcançado. E se foi bom pra você, indique a alguém que você gosta, ou mesmo pra quem não gosta.


Essa é uma das formas que encontrei de tornar mundo melhor.


Boa leitura!

3 comentários:

  1. Prima sei q vc n tem a pretensão, mas sabemos que não importa o que escreva será um best seller certamente , bjsss estou amando ler tudo que escreve obrigada!!

    ResponderExcluir
  2. Taiza, querida, adorei o seu blog, é a primeira vez que entro em um, amei!rsrsrsrsrs Parabéns pra você, pelo que escreve, é tudo muito bonito e verdadeiro!! beijão

    ResponderExcluir
  3. Taiza, com certeza vc vai conseguir!!! saudades de todos vocês.. bjos, fica com deus.

    ResponderExcluir