sexta-feira, 28 de maio de 2010

Mudanças


Engraçado como a mudança mexe conosco. Imprescindivelmente, a vida é feita somente disso. Mudamos a todo momento, abrimos e fechamos ciclos, um atrás do outro, a maioria deles inconscientemente.

Passamos da morte para a vida, de bebê para criança, de criança a adolescente, de adolescente a adultos, de adultos à velhos e enfim, caminhamos para a morte para, quem sabe, depois renascer.

Mudamos de ano e os janeiros recomeçam todos iguais, mas pelo fato da mudança do ano, fazemos novos planos, traçamos novas metas, sentimos a necessidade de mudar, fazer algo que ainda não fizemos para, depois de pronto, começarmos outra etapa.

Na escola, todo ano é aquela expectativa. Pode até ser a mesma escola, mas mudamos de série, de turma, conhecemos novas pessoas, novos professores, novas matérias. Vamos entendendo o funcionamento da vida e moldando, passo a passo, a pessoa que somos hoje.

É claro que no meio de tantas mudanças muitas questões aparecem e muitas delas nos motivam a mudar também, seja o visual, nossos conceitos, nosso modo de pensar e agir... e por aí vai.

Mudamos também a aparência, tentando seguir as mudanças da moda. Mesmo aquela pessoa que nunca mudou o corte de cabelo ou a cor, muda com as roupas e os acessórios do momento.

Mudamos de casa, de cidade, de país. Mudamos de carro, de roupa, de sapato.

Mudamos de estado civil, de solteiro para casado, de casado para divorciado, talvez para casado de novo, ou para por aí.

Dentro do nosso coração, existe um “bichinho carpinteiro” que pede mudanças. No âmbito afetivo também queremos mudar. De repente, estamos com alguém e pensamos que encontramos nossa alma gêmea. Namoramos longamente, achamos que a pessoa sempre tem mais virtudes que defeitos ou tapamos os olhos para o que há de ruim, até que nos casamos.

Mudanças e mais mudanças. Quando nos acostumamos com a vida de casados, vem o primeiro filho. Depois o segundo. E se você resolve ficar só com um, a sociedade te cobra isso, como se o fato de não querer mudar fosse errado.

Mas eu tenho uma boa notícia! Mudança é sempre bom. Por mais que você pense que errou ou está errando, a mudança sempre vem para o bem. Nós mudamos o tempo todo e isso é vital para o ser humano.

Portanto, não se assuste se algo está te impulsionando a mudar. Seja uma questão na área profissional ou amorosa. Experimente! Há de ser muito bom para você.

Só não caia no erro de pensar que tudo o que parece bem haverá de ficar como está, porque as mudanças virão. Só esteja pronto para elas e aproveite-as.

Um comentário:

  1. Oh yes amiga!! E que elas venham pra nos modificar sempre pro melhor!
    beijos!

    ResponderExcluir