quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Rotina



Minha frase do Messenger há dias é uma de Cecília Meireles que diz: “O que me mata é o cotidiano. Eu queria só exceções.” Vivo mudando minha frase, mas não estou conseguindo mudá-la nos últimos dias, talvez porque seja isso que grita dentro de mim o tempo todo, todos os dias.

Não há nada mais cansativo que a rotina. Esses dias, ouvi na televisão um frase que me marcou: “a rotina acaba com o romantismo de qualquer relacionamento”. Pura verdade! Eu vou mais além: acho que a rotina acaba com todo e qualquer tesão de qualquer área da vida. Por isso, meu lema é “menos rotina e mais vida”.

Nos relacionamentos amorosos, quando há rotina, você tem a nítida sensação de estar na casa de seus pais, ainda criança. Sabe aquela coisa previsível, sem graça, comum, sem fulgor? O nome disso é rotina. Você se dá conta que a vida está te levando, e o que é pior: de barriga. Nada novo, tudo igual sempre. O abraço pela manhã, as conversas antes de sair de casa, os troca-trocas da hora do almoço, o horário de chegar em casa (sempre de mãos e corações vazios), os programas de fim de semana e o sexo.

Até o sexo odeia rotina. Sexo tem que ser inovado sempre, sentido em cada cantinho do corpo de cada um. Aquelas preliminares repetidas são o fim! Tem que mudar: o jeito de seduzir, o lugar, o dia, a hora, a posição... é isso que vai fazendo do momento cada vez melhor. A única coisa que tem que ser um ritual, pra mim, é o cheiro gostoso. Isso é indispensável!

No rol das amizades também. Não há nada mais chato que conversar e encontrar sempre com as mesmas pessoas, sempre nos mesmos lugares, trocar sempre os mesmos assuntos. O mais gostoso da amizade é ter coisa nova acontecendo e trocar as abobrinhas necessárias (e desnecessárias também, é claro!), dar tempo para que as pedras rolem e as coisas aconteçam. Sentir saudade é bom demais e, claro, existe para que possamos matá-la, de quando em quando. Tem uma música do Peninha que diz: “saudade até que é bom, melhor que caminhar vazio”.

No trabalho, aquelas planilhas diárias, relações, ligações e visitas esperadas fazem parte do processo. Mas a agente só cresce e só se testa quando temos a oportunidade de nos deparar com algo que parece intransponível. Esse é o grande desafio e que, mesmo sobre pressão algumas vezes, mostra-nos o quanto somos mais capazes do que imaginamos. Venhamos e convenhamos, o desafio no mundo comercial é um verdadeiro charme.

Acho que a única coisa que precisa de rotina é a vida de um bebê ou uma criança pequena. Essas sim estão em plena descoberta e precisam afirmar seus novos conhecimentos nas vivências repetidas.

Como não sou mais criança, apenas adolescente (risos!), sigo pela vida procurando o novo, o inesperado, vivendo a vida com emoções que me fazem ter a sensação da vida correndo em minhas veias com toda a sua intensidade. Do que valeria a pena viver se não sentíssemos o coração bater mais forte, sentir as borboletas no estômago, acrescentar novas experiências, descobrindo os meus limites nas bordas da vida que me permeia?!

“Quando nos acomodamos à rotina da vida, perdemos, pouco a pouco, o pulso de nós mesmos, deixando o nosso processo de crescimento à mercê das influências e das circunstâncias externas”, já disseram. E se não houver vida sem rotina, então declaro a todos que a minha rotina é não ter rotina e nesta, quero viver até o fim dos meus dias.

2 comentários:

  1. O que é preciso Taiza é perder essa noção de tempo a que estamos acostumados.Comece todo dia como se fosse o primeiro e último de sua vida e a rotina massacrante não te pega.Pense bem no que cada um de nós faríamos se soubéssemos que hoje é o nosso último?...que delícia.

    ResponderExcluir
  2. TAÍZA, PROCURE VIVER A ALEGRIA DE VIVER, VIVER ALEGRE É RECONHECER QUE A VIDA NÃO É UM CAMINHO PRONTO, É PERMITIR QUE CADA MOMENTO SEJA UM DESCOBRIMENTO, UM ATO DE GRAÇA E BELEZA, É SABOREAR A SERENIDADE E VIVER CADA DIA COMO SE FOSSE O ÚNICO... É MARAVILHAR-SE E DESEJAR-SE, É RECEBER DA MESMA FORMA O TRIUNFO E O FRACASSO, A HUMILDADE E A PUREZA... UM GRANDE BEIJO DE GIULIANA

    ResponderExcluir