quinta-feira, 4 de setembro de 2014

Um dia por vez - 04/09/2014 - A vida precisa de pausas



Hoje está sendo um dia bastante atípico! Mas um atípico bom, diferente, prazeroso.
Sim, porque ontem também um dia atípico, mas foi arrastado, penoso, difícil. Prefiro o hoje!!!
Ontem, meu filho número 2 disse que não teria aula. Logo pensei que também não levaria o número 3, já que os dois estudam na mesma escola. Daí pensei que iríamos só eu e o número 1. Mas aí pensei: “Pôxa, se eu disser ao número 1 que amanhã ele não vai à aula porque eu defini assim, isso vai deixá-lo feliz! E daí, não levando-os, eu não vou também!” E foi exatamente assim.
Hoje os despertadores foram desligados e todos acordamos a hora que queríamos. E passamos a manhã juntos, em casa. Um no joguinho, outro no violão, outro no celular, mas juntos... no mesmo ambiente, de pijama, conversando, trocando figurinhas e nos divertindo. Ah, como eu amo isso! Tomamos café todos juntos, coisa que só acontece raramente aos finais de semana e jamais durante a semana, por causa dos afazeres diários, sempre cheios de horários marcados. Por isso, faço questão de estarmos no almoço todos juntos. Acho importante esse momento.
Mas então! Voltando ao dia atípico... Meu Deus, e agora??? Os meninos perderam aula em pleno setembro, eu não vou almoçar em casa hoje (vou sair com amigas), o tempo que eu tinha para render as coisas da faculdade (textos pra ler, trabalhos pra concluir, resenhas pra fazer...) usei conversando fiado com meus filhos. Tudo bem que ainda fui assistir uma aula na faculdade, mas só porque tinha feito um compromisso e é preciso estar atento se nossos momentos de “aparente loucura” não vão prejudicar ninguém, pois a palavra de ordem continua sendo respeito.
Às vezes gosto dessas pausas! Esses momentos de jogar tudo pro alto e me permitir um pouco mais, permitir-me deixar um pouco as obrigações diárias e poder fazer um dia mais feliz. Creio que momentos assim é que valem a vida valer o que é e dias assim, momentos compartilhados com as pessoas que amo, me reabastecem imensamente.
Claro que não dá pra fazer isso todos os dias. São atrevimentos para “de vez em quando”. Mas são muito preciosos.
No fim do dia, ainda teremos outro encontro, mais uma vez com meus filhos juntos, pra encontrar pessoas também muito amadas: os familiares. Tenho certeza que será também de grande valia, mais momentos prazerosos, mais um “sair da rotina” e mais momentos para serem gravados no caderninho da alegria e satisfação.
Pois é! Estamos em plena quinta-feira. Amanhã ainda é preto na folhinha. E nesse semestre meu sábado também está sendo dia útil. O bom é pensar que hoje já é véspera de fim de semana e que a sexta e o sábado serão mais leves, pois estou cheia de boa energia.
Acho que, embora não pareça, tive mesmo uma boa ideia. Afinal, a vida precisa de pausas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário