segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Envelhecimento



Passou uma matéria do Fantástico mostrando o que as pessoas andam fazendo pra se manterem jovens. E a moda agora é tomar zilhões de pílulas de hormônio. Pessoas que tomam 74 cápsulas por dia, sem dó nem piedade. Eu não condeno, respeito. Mas, particularmente, não sei se embarcaria numa viagem dessas.

Percebo que entre as mulheres, essa preocupação é ainda maior. E com isso, os esteticistas estão lucrando, com cirurgias plásticas, aplicação de botox, colágeno e todas essas técnicas milagrosas que o mercado oferece cada vez mais.

Quem é que não gosta de ficar bonita? Quem é que não quer se sentir bem? Todos almejam isso.

Porém, com essa minha cabeça ainda um tanto antiquada, embora insistam em me chamar de “mulher moderna”, ainda acho que o que nos deixa jovem é a alegria de viver. É poder ser você mesmo, acima de qualquer coisa. Saber se assumir, se importar menos com o que os outros pensam de você e admitir que você é um ser humano e é passível de erros. É simples questão de aceitação. Aceitar a si mesmo, aceitar o fluxo da vida e respeitá-lo, acima de tudo.

E daí se você errar? Ninguém tem nada com isso. Para o erro, existe o perdão. Não o perdão alheio, mas perdoar a si mesmo e ter a coragem de recomeçar. Sempre!

Tive uma professora que dizia que gostava de ficar velha. Porque só não envelhece quem morre. Concordo com ela. E como é bom a gente poder ir envelhecendo, amadurecendo, construindo histórias, participando da vida de outras pessoas e fazendo a vida valer o que vale. Vale muito!!!

Penso que saber envelhecer é até uma questão de humildade, de fé. Já conheci várias senhoras enrugadinhas por fora, mas com um sorriso que ilumina anos luz de distância. Senhoras que passaram épocas de grande preconceito feminino, que atravessaram os tempos a trancos e barrancos e que agora podem olhar pra trás e ter orgulho de tudo o que realizaram.

Quando assisto reportagens como essa do Fantástico, confesso ficar um pouco assustada! Adianta chegar aos 60 anos com cara e corpo de 45, sendo que vai morrer anos antes? Sim, porque ninguém sabe, a longo prazo, os efeitos desses medicamentos. O “pouco” que se sabe até o momento é que estimula o câncer.

Por essas e outras, vou preferindo levar a vida mais leve, aceitando-me como sou e gostando de mim assim, sem me importar muito com o que pensam a meu respeito, porque da vida de cada um, só quem sabe é esse um. E manter a alegria, o bem estar é fundamental para uma velhice mais colorida e cheia de vida de verdade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário