quarta-feira, 1 de agosto de 2012

Agosto



Recomeçamos hoje mais um agosto, o tal mês do desgosto. Será?

Meus agostos nunca foram desgostosos. Ao contrário, é um mês maravilhoso, que me dá a oportunidade de recomeçar do meio e não do início, me dando uma sensação de garra por dentro, me faz pensar que, mesmo não sendo começo de ano, ainda posso fazer algo para mudar o que não está tão bom para melhor.

Além do mais, agosto é o mês que minha mãe faz aniversário. Como reclamar do mês que nasceu sua mãe? Impossível pra mim. E muitas outras pessoas queridíssimas fazem aniversário neste mês. Portanto, só tenho boas lembranças do mês de agosto.

Por que será que o pobre coitado levou essa fama? Será que é por ser depois das férias? Férias tem mesmo um significado diferenciado, sabor de quero mais, cheiro de diversão e descanso. Mas nem todo mundo (aliás, uma grande parte dele) não tem férias em julho. E quem paga o pato é o coitado do agosto.

Como outro mês qualquer, quem define se o mês vai ser bom ou ruim é você mesmo. Vai depender das escolhas que fizer, da maneira que escolher encarar a vida neste mês. Acho que vou preferir gostar de agosto. Gosto até da palavra AGOSTO. A gosto. Uma oportunidade enorme de gostar das coisas (ou não) dentro de suas medidas.

Pois então, que venha este mês que tenha um gosto bem gostoso, desses de deixar saudade, de querer mais, de bons acontecimentos e diversas conquistas.

Feliz agosto pra você!

Nenhum comentário:

Postar um comentário