sexta-feira, 3 de fevereiro de 2012

O recomeço


Quando começamos um novo relacionamento, ainda mais quando em vias de desapego de um relacionamento anterior, é difícil esquecer as recentes mágoas e decepções, são cicatrizes ainda abertas e profundas. Fica difícil acreditar quando alguém se aproxima e diz estar gostando de você. Não podemos ou não queremos acreditar, acha...ndo que não estamos a altura ou não merecemos, ou é pura revo...lta mesmo, atingindo com um egoísmo equivocado alguém que simplesmente quer entrar na sua vida disposto a mudar esta trajetória de sofrimento.

Às vezes blasfemamos contra Deus, querendo entender o porquê de tanto sofrimento. Perguntamos o motivo de passar por tudo isso. A resposta é simples: Amadurecimento! Precisamos amadurecer para poder compreender e crescer afetivamente. E passado um determinado tempo, lembramos até com graça o motivo de tanta tristeza, depois tão insignificante para nós. É um caminho àrduo, mas necessário a um crescimento interior.

Existe uma grande ausência de referências e valores, em uma época que o ser humano, de uma maneira geral, resume-se ao que tem e ao que pode oferecer. As pessoas estão se tornando tão descartáveis quanto aos bens de consumo. Basta um botãozinho a mais (sempre dispensável e desnecessário) e vamos lá, já descartamos aquele objeto aparentemente obsoleto. Infelizmente essas pessoas esquecem que seres humanos não são objetos descartáveis.

Esquecem também que vão envelhecer, cientes tardiamente do desperdício de oportunidades. E depois declamarão aos incautos o quanto foram desmerecidos pela sorte, sempre culpando aos outros pelo próprio egocentrismo e fracasso.

Uma vida disperdiçada, pois quantos realmente tem a oportunidade de serem amados verdadeiramente, de serem agraciados por um amor verdadeiro, cristalino e incondicional, e não ao egoísta e possessivo?

Portanto, preste atenção: A qualquer momento um anjo pode bater a sua porta, disposto a mudar esta esta rotina de sofrimento e depressão. Esteja de coração aberto, e não ignore sua intuiçao. Esteja aberto a essa nova possibilidade, de amar, ser amado.

Mude de opinião, permita-se. Queira loucamente, acredite! Volte a sonhar, use a imaginação! Lute para que dê certo. Ore e peça a Deus que ilumine esta nova relação.

Conte a seus (verdadeiros) amigos. Harmonize-se e descarte a opinião dos outros. Faça aquilo que mais teme e seja generoso. Ria e beije muito. Enfim, permita-se...
e viva loucamente este NOVO AMOR!!!


(Texto de Gabriel Abdala)

Nenhum comentário:

Postar um comentário