quarta-feira, 15 de junho de 2011

Como assim, Arnaldo???


Já tem algum tempo que li um texto do Arnaldo Jabor que diz o que uma mulher não deve usar. Chama-se “O que não usar”. Adoro ele e os textos dele, apesar de achá-lo um tanto exagerado às vezes. Minha indignação se deu justamente por isso, por gostar tanto dele, por ter meus pensamentos afinados aos dele e, claro, por sua dose de sarcasmo que lhe é peculiar. Como pode alguém que tem tanto da gente, de repente mostrar uma diferença gritante???

Só sei que fiquei lendo e relendo o texto um milhão e meio de vezes, talvez na esperança de me conformar. De todos os itens que ele coloca que a mulher não pode usar, que são 10, apenas lentes coloridas e unha do pé grande é que nunca aderi.

Ele começa falando do esmalte de florzinha. Caramba!!! Usei isso durante anos, até porque trabalhava com crianças e elas, assim como eu, adoram essas coisas. Eu fazia de tudo: florzinha, estrelinha, peixinho... e saia mostrando pra todo mundo ver. Hoje não curto mais, mas não resisto e usar um verde e amarelo nas unhas em época de Copa. Aliás, hoje a mulherada está usando verde, amarelo, laranja, roxo, azul, preto sem data nem pretensão. Eu também posso, ora!

Depois ele vem falar do salto de acrílico. Tá bom! Hoje eu não gosto mais, porém também já usei bastante. Adorava um salto de acrílico com calça jeans e camiseta branca. E posso garantir que eu ficava bem na fita, viu? Mas isso foi há muito tempo atrás. Hoje não sou mais adepta, mas também não me incomoda quando vejo alguém usando.

Meia calça cor da pele. Usei demais!!! Não dessa Kendall porque essa coisa de alta compressão que eu sempre achei horrível e nunca dei conta de vestir com essas coxas enormes que tenho. Prefiro malhar na academia. Risos. Mas meia calça cor da pele e preta eu usei muito com minhas roupas de linho. Nossa! Também já tem um tempão. Mas eu usava. Ainda hoje quando vejo uma mulher de vestido e uma meia calça torneando as pernas, escondendo as varizes e as celulites, acho bem legal. Gosto quando a pessoa sabe se compor. Só não uso mais porque o clima daqui não permite. Além do mais, vestido é coisa que uso muito pouco. Curto então, nem pensar.

Calça jeans apertada todo mundo usa. Nem vem! Principalmente nós, os gordinhos assumidos. Cantor sertanejo então, adora. Usam logo uma de couro que é pra marcar mais. As mulheres descobriram que os homens ficam olhando em suas partes quando estão marcadas, partidas. Sabem que mesmo parecendo feio, as fantasias masculinas vão longe. Eu odeio calça marcando porque me machuca, me incomoda. Mas uma calça jeans apertadinha é tudo de bom. Fica tudo durinho e no lugar. Poxa, Arnaldo! Nem tanto.

Ah! Ele fala também dos jeans com aplicações. Como assim??? Adoro!!! Acho que eu tenho uma calça jeans básica. Todas as outras têm algum detalhe, seja em couro ou strass, mas sempre algo a mais. Jeans por jeans é muito sem graça. E, cá pra nós, prefiro assim do que esses jeans desbotados, desfiados e rasgados que andam na moda. Ninguém merece sair de casa nesse desleixo!

Descolorir os pelos??? Aí já é demais! Quase toda mulher faz isso. Eu acho que fica bonitinho, mas o corpo todo, claro, não só “o caminho da alegria”. Principalmente quando a mulher é muito cabeluda. Melhor os pelos mais difarçados do que muito à mostra. Eu só costumo descolorir os pelos quando tomo sol. Como isso é raríssimo, vai ficando do jeito que Deus fez mesmo. Além do mais, não tenho pelos em excesso, pelo contrário. Então, até que vai bem.

Agora, falar do meu perfume que eu uso há mais de 20 anos, ele quer acabar com a minha auto estima. Eu uso Paris desde muito novinha. E uso muito, porque não sinto mais o cheiro dele. É forte sim, confesso, mas já é minha marca. Talvez porque eu seja uma pessoa de personalidade forte e marcante, como o perfume. Só espero estar deixando marcas boas por onde passo. Tenho uma amiga que toda vez que viaja pra fora ela me traz meu perfume de presente. Só que ela nunca se lembra do nome do perfume. Então, pergunta ao balconista: “Moço, eu quero um perfume que é bem forte, bem fedido.” O vendedor sempre acerta. Ela chega, me entrega e me conta. Eu morro de rir dela e ela diz: “Não, Nêga! Mas em você fica uma delícia! Juro!!!” De qualquer forma, eu não vou mudar de perfume não. Adoro meu Paris e ainda não achei nada pra me banhar que me agrade tanto quando o cheiro que ele tem. Portanto, amigos, se tiver forte demais, melhor fica longe, tá?

A tal calça legging também usei muito, quando minhas pernas eram menos marcadas de celultites. Inclusive, acho lindo quando as mulheres usam hoje com vestido curto.Tudo é uma questão de saber se vestir e de estilo, claro. Agora, tamanco de madeira??? Arnaldo, desculpa, mas você ta ficando velho, meu amigo! Isso nem existe mais. Pelo menos, eu nunca mais vi. E já tem tempo, heim?

De fato, a lente colorida e a unha do pé grande, eu concordo plenamente. Não tenho costume de lente colorida nem pra festa à fantasia. Acho que a gente fica meio vampiresca, sei lá. Mas também não recrimino quem usa. Cada um gosta de uma coisa, né?

E unha do pé grande??? ECA!!! Não dá mesmo. Deve machucar, dar chulé e me dá náuseas de olhar. Quanto menor e mais branquinha a unha do pé, melhor (na minha opinião).

Então é isso, Arnaldo! Eu realmente não sou o tipo de mulher que te atrai. Pelo contrário, você correria léguas de mim, tenho certeza. Mas nem por isso deixo de gostar do que você escreve. Você continua escrevendo e eu continuo avaliando, gostando, blogando e tudo mais que tenho direito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário