terça-feira, 24 de agosto de 2010

Momento...


Calou-se o tempo,
Findou-se em silêncio,
Nem se escuta o vento,
Emudeceu o coração,
Gelou a emoção,
Pararam os sonhos,
Quantos dias risonhos,
Coração em aceleração,
Um corpo a queimar,
O desejo de amar,
Uma entrega além da razão,
A vida em transformação,
Um caminhar sozinho,
Os dias a passar de mansinho,
Sonhos traçados,
Sem chegar a nenhum lado,
Quantos planos,
Quais desenganos,
Um corpo frio,
Sentindo um vazio,
Uma existência traçada,
No meio do nada,
Haverá sentido,
Seguindo pela estrada,
Ferindo-se por estar esburacada,
Hoje seremos tudo,
Amanhã um nada absoluto,
A dor fica na alma guardada,
Tantos momentos passados,
Ninguém irá lembrar ou sentir,
Todas as sensações e emoções que passaram em ti.
Um sonho findou,
A vida não acabou,
Haverá sempre objetivos,
Conseguidos ou perdidos,
Desanimar nunca,
Viver sim e agarrar-se há vida nesta luta.


(Poesia de Rosa)

Nenhum comentário:

Postar um comentário