sexta-feira, 12 de março de 2010

De Passagem - Tião Pinheiro


Só vim aqui
Passei aqui por querer
Pra lhe negar desamor
Pra lhe dizer só de amor
E só vim pra lhe dizer

Só vi o olhar
Seu olhar a me dizer
Para me dar seu amor
Pra me entregar por querer
E só vim pra me envolver

Esqueça tudo o antes
Se lembre apenas de agora
Vem, vamos juntos seguir
O caminho é a hora
De juntos aqui

A vida é uma viagem. Uma viagem longa, com destino certo, porém com muitos caminhos a seguir e muitas coisas para realizar. Nunca sabemos quando chegar, mas instintivamente, sabemos onde. E sempre chegamos na hora certa.

Partimos para essa viagem sem nada, apenas com uma mala pequena, onde carregamos apenas nossa personalidade e nossos dons. Conforme vamos caminhando, vamos colocando coisas nessa mala: amigos, amores, experiências marcantes e sonhos. Muitos sonhos!

Temos a nítida sensação que estamos sempre de passagem, seja por algum lugar, seja por alguém. Assim como alguns lugares nos marca fundo na alma, algumas pessoas também cravam suas raízes em nossos corações. Mas passamos. Ou elas passam por nós. Coisas da vida!

Nesse caminhar, muitas vezes, seguimos adiante de corpo, mas deixamos nossas almas no passado e a saudade toma conta do nosso coração. É quando nos sentimos perdidos, sem saber como seguir, pra onde ir, porque a única vontade que temos é de voltar.

Então, munidos de coragem, resolvemos tentar passar pelo que ficou para trás. Assim, como que despretensiosamente, voltar no tempo, arriscar um amor do passado, na esperança que essa pessoa possa nos completar no presente e, quem sabe, construir conosco um futuro promissor.

Nesse encontro, despimo-nos de toda timidez, declaramos aos quatro ventos o amor ainda latente e abrimos o coração para que este amor possa novamente entrar e ali fazer morada. Esquecer todos os desamores e desalentos já vividos e se entregar ao sentimento que embalsama todo o nosso ser.

Tamanha é nossa surpresa quando percebemos nitidamente, apenas pelo olhar do outro, a mesma espera, a recíproca verdadeira, a vontade desse amor, de amar e ser amado, de ser feliz e fazer feliz, de sentir e ser sentido. Uma troca perfeita de energia que termina numa entrega total de corpos, de odores, de calores e de sabores. É nesse momento da passagem, que o mundo pára e nada mais existe, só você e o outro, aqui e agora, equilibrados na beleza da paixão indomada, descontrolada.

Aí, a gente entende que não importam os males do passado, na certeza que tudo foi apenas uma preparação para a perfeição do presente, como quem precisa perder para dar valor, ou se perder para se encontrar. E agora, você não está mais perdido! Está completo, inteiro, na certeza que este é o caminho mais certo e, nele, juntos, vocês podem prosseguir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário