sexta-feira, 11 de dezembro de 2009

Imagem



Durante longo tempo a imagem vem sendo abordada. O chavão “a primeira imagem é a que fica” já é bem conhecido por todos. Atualmente, jovens empresários ficam milionários em curtíssimo espaço de tempo porque sabem trabalhar a imagem de seus clientes. Através de imagens e muita criatividade, claro, passam o recado atingindo o objetivo esperado para a campanha publicitária. Muitas vezes, as palavras são dispensadas, pois a imagem já diz tudo.

Nós também estamos sempre preocupados com a nossa imagem, com o que as pessoas vêem em nós. Não só aquela imagem de passamos do que somos por dentro, mas aquela física, que nos mostra o espelho. Um tipo adequado de cabelo, umas rugas a mais ou a menos, a camisa que combina com a calça, o acessório mais cabível para o dia... tudo para apresentar aos outros a melhor imagem de você.

Aprendi que eu não sei qual é a minha verdadeira imagem. Sempre fui grandona desde criança. Nasci com 4.750 gramas e sempre fui a gordinha, a fofucha, a baleia orca da escola. De ossos graúdos, nunca fui “mulherzinha” e sempre tive de mim a imagem de gorda, obesa, mesmo não sendo, afinal sempre estava fora dos padrões ditos normais. Até que um dia, assumi esse rótulo de vez e vesti 135 quilos.

O estranho é que quando eu pesava 60 e poucos quilos por volta dos meus quinze/dezesseis anos eu me via como uma pessoa de 100 kg. Depois, quando cheguei aos 135 kg, a minha imagem de mim mesmo continuava sendo a de 100 kg. A mente humana é mesmo uma grande incógnita. Como é possível alguém se olhar no espelho e não se ver tal como é? É impressionante ver como isso é freqüente. Por isso, continuo afirmando que obesidade deveria ser tratada com psiquiatra e não com endocrinologista, pois é uma doença da mente.

A poucos dias me submeti a uma cirurgia plástica, pra melhorar minha imagem. Não essa que os outros vêem, mas a que eu via quando me posicionava em frente ao espelho. E sobre esse assunto, cabe um outro texto. Mas posso dizer com toda certeza que muito pouca coisa mudou da imagem que eu tinha antes, com a imagem que eu tenho agora.

E aí? Eu te pergunto: qual é a minha imagem para você? Eu, sinceramente não sei e acho mesmo que nunca vou realmente saber.

2 comentários:

  1. Miga...vc vai falar que vindo de mim não vale!!rsrsrs...mas a imagem que faço de vc é a melhor !!Por dentro, por fora!!Agora então amiga, vc tá mais linda ainda!!Como vc mesma diz o próprio violoncelo!rsrsrs...Ou como diz nosso amigo Fred, um TrenZÃO!!Linda!!!Por dentro nem se fala, por fora.... Miga vc está um SHOWW!!
    Beijos...

    ResponderExcluir
  2. TAÍZA, SEMPRE TE ACHEI MUITO BONITA FISICAMENTE E INTERIORMENTE. VOCÊ ME CATIVOU POR SER MUITO SIMPÁTICA, ALEGRE, VERDADEIRA E AMIGA SÓ ISSO A TORNA LINDA MAS ALÉM DISSO VOCÊ É UM MULHER CHARMOSA, ELEGANTE E ESTÁ SEMPRE BEM VESTIDA E PRODUZIDA E COMO DIZ NOSSA AMIGA MARCIA SEMPRE "ORNANDO" E COM BOM GOSTO!!!... E AGORA ENTÃO HEIN AMIGA... MAIS PODEROSA AINDA COM ESSA CINTURICA E ESSES PEITÕES E SENTINDO-SE AINDA MELHOR COM O SEU CORPO É O MÁXIMO!!!! BEIJOS!!!

    ResponderExcluir