quarta-feira, 14 de outubro de 2009

Lua



Lua. “Lua de São Jorge, lua deslumbrante, azul verdejante, calda de pavão...”, diz a música de Caetano Veloso, que é toda linda. Pra mim ela é exatamente o que diz um dos versos da música: “oh, minha bandeira, solta na amplidão”.
Lua, grande companheira dos apaixonados.
Lua, que traz em si uma força estranha, capaz de influenciar até nos nascimentos (e por que não nos renascimentos?).
Lua, que ilumina as noites e clareia a alma das pessoas e dos bichos.
Lua, que tem sua magia intrínseca em todas as suas fases.
Lua, que hipnotiza os corações que anseiam por ter amor e ser amado.
Lua, que pinta o céu mais escuro com as cores mais lindas e fascinantes de sua aura.
Lua, que exalta o romantismo por onde quer que ela passe.
Lua, que quando nova, tudo renova, tudo muda, tudo melhora.
Lua, que quando crescente, exala uma força que não sabemos de onde vem, mas sentimos para onde vai.
Lua, que quando cheia, nos hipnotiza e transborda sua luz e sua força em nosso campo maior, mais sensível e o deixa mais aflorado.
Lua, que quando minguante, nos dá um sorriso muito especial no céu, como se fosse Deus anunciando boas novas.
Ah, lua tão bela, tão cheia de encantos, que nos faz perder em nossos devaneios, nossas paixões, nosso passado, nosso presente e nos faz vislumbrar um futuro lindo, todo cor-de-rosa, tão esperado que o torna intocável. Só ela tem esse poder!
Sermos iguais à lua??? Não seria pretensão? Quisera eu ter em mim tanto fetiche, tanta luminosidade, tanta pureza, tanta beleza... ou um tanto de um tanto da lua. Prefiro pensar que ela é meu talismã preferido, que me acompanha todos os dias. Daqueles que não posso guardar no bolso, ou numa caixinha, mas que está comigo todos os dias, mesmo que não visível aos meus olhos, mas ela está lá... linda, fiel, trazendo sempre bons fluídos. E o que faz desse talismã mais especial é pensar que tenho que dividi-lo com tantos outros, os quais assim como eu, têm um coração apaixonado e cheio de esperanças, companheiros viventes do melhor gozo da vida.
Lua... minha linda lua! Brilha grande no céu, imponente. Brilha forte no meu coração. Faz de minha alma seu altar predileto e seja minha amiga nos momentos de solidão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário